Calma. Na alma…

Existem momentos em nossas vidas que nos acontecem situações que buscamos a resposta imediata. Como se fosse um “drive-thru” ou um “fast-food”. Já que a tecnologia nos coloca em informações “segundo a segundo” (e o nosso cérebro tem acompanhado isto) queremos que a vida e seus acontecimentos sigam o mesmo passo…”chegou, levou”.

Como dizem por ai: “só que não”, ndie.

Só que para ficar um pouco mais complicado, entra o nosso coração acelerando o processo, a nossa ansiedade querendo procurar justificativas e respostas para aquilo que não tem. Porque se a vida fosse um caderninho de questionamentos e soluções seria fácil, não teria aprendizado.

Então, o criador de tudo, resolveu colocar desafios em nossa caminhada para que nós possamos habilitar a flexibilidade, a tranquilidade e resiliência. E isto leva tempo e prática.

Imagino que vocês devam estar pensando que falar fácil e eu concordo, pois se não fosse um desafio para mim não compartilharia aqui. Toda esta angústia que a dúvida nos causa, de não ter as respostas, de não saber o que fazer ou querer entender algo que ainda não tem forma, é porque ainda não aprendi a serenar.

E ai a questão sai do outro ou da dúvida e vem para nós, ou neste caso, para mim. Sou eu quem preciso administrar o sentimento envolvido da situação, ser racional e ponderar todas as emoções. Um terapeuta holístico que conheci dizia que para não termos ansiedade o truque era vivermos o agora, o momento presente.

O que é fácil quando tudo vai bem e muito desafiador quando tudo está complicado.

Então, o que o Universo espera de mim e de você é que a gente aceite e acolha nossos sentimentos e depois utilizemos de toda a nossa aprendizagem para seguir a viagem mais leves.

Prometo ser focada nesta missão, e você?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website